Entre bodas e promessas


Ontem fui a um casamento muito gostoso. O casal maravilhoso de amigos meus estava rodeado de gente querida por eles e por mim. Não vou comentar a festa divertida, as risadas em conjunto e as danças (com passinhos um tanto toscos – daqueles os quais ninguém se importa em parecer um pouquinho bobo porque está … Continuar lendo Entre bodas e promessas

A garota de amarelo


Ela dava risinhos macios durante aquele filme que não era para ser tão engraçado, um drama na verdade. Veio sozinha, poucos minutos depois de a sessão ter começado. Sentou-se ao meu lado e algo me invadiu. Não foi apenas aquele nervosismo inicial de ter de compartilhar um espaço que antes você acreditava vazio, ela preenchia … Continuar lendo A garota de amarelo

A barba e o Mosqueteiro


Existe um fio da minha barba que dói. Especificamente do buço, o famoso bigode. Eu gosto de usar barba, é um tipo de fixação antiga. Quando eu era criança, esperava pelo momento em que teria, ao menos, um cavanhaque. Talvez eu tenha assistido demais a alguns filmes dos Mosqueteiros. Fato é que já investiguei meu … Continuar lendo A barba e o Mosqueteiro

O Amor e o Tempo


Foi meio assim, de repente, meio sem querer. Sabe quando a gente mexe em coisas antigas, em coisas que talvez não devesse ter mexido? Pois é, mas mexi. Não sei se deveria te contar, o mundo muda tão rápido. O que isso tem a ver? Vou tentar explicar, ou melhor, não vou tentar não. Quem … Continuar lendo O Amor e o Tempo

Girassóis cortados


Ele não era biólogo, nem era tão bom em Ciências assim, mas numa manhã acordou com uma dúvida. Como não tinha a quem recorrer, digitou no Google: Girassóis cortados continuam procurando pelo sol? Não obteve resposta satisfatória. Como um bom pesquisador que era, abriu a fonte conhecida de sabedoria e procurou ali. Tradução: digitou a … Continuar lendo Girassóis cortados

Sinto falta


  – Sinto falta de ligar para uma garota e ficar horas ao telefone com ela. Falar sobre o dia, situações, pessoas, contar piadas, desabar, escutá-la falar de si e do que pensa. Conversar sobre teorias loucas, ideias que nos acometem. Conversar por tanto tempo que invada a madrugada, que a madrugada nos invada, com … Continuar lendo Sinto falta

Pelo que sou…


Eu poderia tentar culpar a minha família, dizer que sou assim por conta de minha criação. Acho que conseguiria até encontrar razões em meu sangue latino, italiano. Talvez eu tentasse convencer uns e outros que as razões que me fazem ser o que sou venha de uma cultura dilacerada, multifacetada, sem ídolos ou heróis românticos … Continuar lendo Pelo que sou…

Os pequenos toques


Eu simplesmente adoro aqueles toques suaves que as garotas dão nos nossos braços, mãos e ombros enquanto falam. É uma coisa pequena, sutil, tão minúscula, mas que enche de encanto. Cativa demais fitar o olhar de uma mulher-menina enquanto ela fala e, quando ela acredita ser um trecho mais importante da história, ou quando acha … Continuar lendo Os pequenos toques

Alimentos carentes


Eu tenho um estômago forte. Depois de anos treinando-o como se ele fosse entrar para o Bope ou o Hesbollah, comendo de tudo, em todas as quantidades e em quaisquer circunstâncias – até desrespeitando a regra dos 5 segundos de alimentos que caíram ao chão pela maldita lei da gravidade – posso dizer que ele … Continuar lendo Alimentos carentes