capa 4 nova“Hoje sei que eu não passo de mim mesmo. Eu não sou um cavaleiro do zodíaco; não sou um mutante; não sou o homem-aranha; não sou um deus nórdico; não sou o presidente de um país ou dono de uma ilha onde crio um mundo novo; não sou um rei; nem o super-homem; nunca fui um herói nacional ou líder de um grupo; nunca tive uma milícia; não viajei ao centro da terra; não dei a volta ao mundo; não fui um cantor famoso e muito menos tive uma banda; não escrevi um livro; não fiz poemas; não amei como deveria; não fui amado como queria; acho que acabei não sendo nem eu mesmo. Meu eu-criança me olha com lágrimas nos olhos.”

Danilo é um homem na casa dos 30 anos que, um dia, atormentado pelas divindades dos sentimentos, decide dar uma olhada em sua vida e não gosta do que encontra: trabalha em algo que não o faz feliz, sai com a garota que não ama, mora sozinho, não tem um cachorro, vê pouco sua família e amigos, e se desencontrou há tempos com um amor do passado.

Ele tenta mudar as coisas, então, mas nada é tão simples depois de uma vida construída sobre a inércia de ter se deixado levar por tanto tempo.

Entre o jeito de adolescente tardio e de um homem desesperado por mudanças, Danilo vai descobrir algumas coisas sobre si mesmo e sobre quem o rodeia, seja na velha casa de seus pais, numa antiga catedral, ou mesmo em seu apartamento solitário.

SOBRE O AUTOR

Divindades foi publicado como o terceiro romance do autor, em 2014, mas na verdade foi seu segundo livro, escrito entre 2004 e 2005. Ele fecha uma espécie de trilogia literária não formal de Renan De Simone, sua primeira série de livros centrados em protagonistas que se debatem inconformados com suas vidas, com narrativa em primeira pessoa e bastante solilóquio.

As três obras (A Elite, 2011; Memórias de um Universitário, 2012; e Divindades, 2014) trazem uma cronologia de vida que vai da adolescência à meia-idade, com cada fase carregada de suas próprias questões. Discussões propostas do individual para o todo pelo autor que escreve há tempos, mas nunca teve “muita ideia do que fazer com aquilo”.

Depois de guardar seus escritos por vários anos e tê-los mostrado a apenas algumas poucas pessoas, conseguiu publicar seu primeiro livro em 2011. “Venho de uma família simples, sempre estudei em escola pública, não tinha muita noção de como fazer as coisas acontecerem, quem procurar, etc… Até hoje não sei na verdade (risos)”, diz ele.

Renan é paulistano, de família italiana e expansiva, se formou em Jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, e é especialista em Semiótica Psicanalítica – Clínica da Cultura pela PUC-SP (Cogeae).

Ele é também assessor de comunicação e articulista da área. Começou a escrever contos aos 13 anos (e poemas constrangedores bem antes disso, “dos quais tenho orgulho e vergonha ao mesmo tempo”) e é um adorador de literatura, cinema, humor e outras artes. Apaixonado por todo tipo de história, Renan tenta retratar a vida em seus romances.

Sobre escrever, ele afirma, “só sei que sempre gostei de ler muito e queria tentar fazer algo tão legal e bom quanto o que eu lia, porém colocando as discussões de meu próprio íntimo ali”

Facebook

Conheça mais do escritor e acompanhe as novidades e postagens em sua página do Facebook – Renan De Simone Escritor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s