O pássaro, a liberdade e o almoço

IMG015Há um pássaro que posso ver da janela do meu escritório.

Ele é grande e insiste em voar pelo céu azul com as asas bem abertas, planando, girando, passando entre os prédios e se divertindo. Ele exibe sua liberdade como um troféu. A vista pode não ser das melhores para ele, mas ele está acima de tudo isso. Os prédios e asfalto não importam quando você voa e sente o vento na face, ou no bico, no caso.

Sei que é uma provocação, uma exibição de liberdade do tipo "ei, você se acha racional, mas quem é que está aproveitando o dia? Voar não é para o seu bico", ele diz (com o perdão do trocadilho).

Ele tem razão.

No almoço, comi carne de ave. Só para me vingar!

Publicado por

RDS

Jornalista, escritor, metido a poeta e comediante. Adorador de filmes e livros, quem sabe um filósofo desocupado. Romântico incorrigível. Um menino que começou a ter barba. Filho de italianos, mas brasileiro. Emotivo, sarcástico e crítico, mas só às vezes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s