Terror moderno

ImagemNos últimos filmes de terror que vi, o ápice do medo parece ser proposto para quando uma garota inocente, tomada por uma entidade maligna (normalmente o demônio, o tinhoso, o capeta, o do pé preto, o entorta quadros, o meia frouxa, o “dez degraus”, o topada na quina, o pelo encravado, o foliculite, o elevador parado, o moço do cartório, o gasolina adulterada, o mijada-de-madrugada-no-frio, enfim…), contorce seu corpo ao limite máximo.

Isso me faz pensar até onde chegamos… Nos mexemos tão pouco que fazer alongamento virou sinônimo de possessão demoníaca!

 

 

 

 

 

Imagem

 

 

 

 

Imagem 1

imagem 2

Publicado por

RDS

Jornalista, escritor, metido a poeta e comediante. Adorador de filmes e livros, quem sabe um filósofo desocupado. Romântico incorrigível. Um menino que começou a ter barba. Filho de italianos, mas brasileiro. Emotivo, sarcástico e crítico, mas só às vezes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s