Oração

“Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente”. Mateus 6:6

sozinho no quartoEle entrou no quarto silencioso vagarosamente, como alguém que anda com medo de acordar um bebê. Caminhava macio, como alguém que deseja o silêncio. Na verdade, ele desejava mesmo uma palavra forte, uma manifestação, diria. Era jovem, não mais um adolescente, apesar de se sentir como tal, mas jovem.

Não sabia se sentava, ficava de pé ou ajoelhava, não tinha o costume de falar com Deus assim. Decidiu ficar de pé, quem sabe circular um pouco, deixar as ideias virem junto com os passos. Não queria dizer muito. Nem sabia o que dizer.

“Oi, Deus! Eu deveria começar agradecendo, eu acho! Mas não sei direito. Bem, obrigado por tudo… Quer dizer, por tudo aquilo que parece vir de ti”.

“Deus, eu queria te pedir um caminho, um rumo. Não sei bem o que fazer. Veja que estranho. Minha vida está boa, tenho tudo de que preciso e até mais. Claro que não tenho tudo que quero, mas às vezes acho que inventamos quereres demais, desnecessários. Tenho o que preciso, o que tu me concedes me é suficiente, em certo ponto”.

“Ainda assim, resta em mim um vazio, um oco, um eco, como um espaço vago de uma peça não encontrada. Sei como manter-me vivo, mas não tenho motivos, digo, não sei pelo que lutar. Tenho em mim uma febre, uma força, um calor intenso. Tenho acesa em mim uma chama que parece vir de ti, a possibilidade de fazer tudo, mas que não sei exatamente a que direcionar”.

“É como ter a luz mais intensa e não saber o que iluminar. Como ter os melhores olhos e não saber escolher o que ver. Creio que essa chama nasceu comigo, sou um lutador, mas não sei quem está do outro lado do ringue, ou mesmo se há alguém ali”.

“Venho te pedir direção, que guie meus passos e me mostre o que fazer. Tudo é tão incerto. Nossos motivos se perdem, já não há em mim certeza. Mesmo agora, Pai, mesmo confiando em ti, ainda há uma ponta gélida de dúvida que percorre minha nuca. Um sussurro baixo que diz que eu estou errado e nada existe, que Tu não estás a me escutar” – ajoelhou.

“Levanta-te, Pai! Levanta-te e fala comigo, mostra-me, diga que não é uma invenção distante, fala-me o que fazer e mostre o caminho que minhas forças – as que me deu – devem trilhar. Aponta a direção e, seja qual for, seguirei”.

“Não me faltam forças, Senhor, faltam-me certezas. Essa é minha fraqueza. Tenho em mim tudo que me deste, todos os dons e talentos, e não sei onde aplicar”.

“Pai, se posso te fazer uma prece nesse momento, coloco meu coração na tua frente para que o encha como se despeja água num copo, até transbordar”.

“Deste-me a vida, dou-te de volta e em ti quero descansar, mas não sem antes ter feito valer a pena. Compraste-me a alto preço, por sangue inocente. Não posso devolver-te sem acréscimo, sem vida dentro de mais vida, mas apenas se for concedida por ti”.

“Deus, dá-me uma certeza e te darei um guerreiro”.

“Amém”.

 

*Imagem: http://oexcluido.wordpress.com/2011/04/27/o-passado/

Publicado por

RDS

Jornalista, escritor, metido a poeta e comediante. Adorador de filmes e livros, quem sabe um filósofo desocupado. Romântico incorrigível. Um menino que começou a ter barba. Filho de italianos, mas brasileiro. Emotivo, sarcástico e crítico, mas só às vezes.

6 respostas para ‘Oração

  1. Linda oração Renan!!! Fiquei emocionada!!! Você sabe que sou religiosa e enfim…uma vez um cara da minha igreja (um ex-padre meio comunista) disse uma coisa que me marca muito: “Você está em crise? Dê graças a Deus! Porque isso é que faz você andar para frente!!!”

    1. Obrigado, Li! Concordo com os dizeres do seu colega, estar em crise nos move a procurar, buscar. É cansativo, não se minta, mas viver assim não é? Não é essa busca que dá magia às coisas? Mas reconhecer alguém maior (muito maior) e nEle descansar é uma forma de dizer “olha eu aqui, não sou nada sem ti, não sei de tudo (ou de quase nada), ensina-me, Pai”. Obrigado de novo, minha querida!!!

  2. Bom, já faz mais de 5 minutos que li seu texto e ainda tô aqui, pensando… talvez porque já comecei muita oração assim, talvez porque já terminei muita oração assim… De qualquer forma, admito que me identifico com o carinha parado na porta da sala escura, talvez eu entre, ou então amanhã. Cedo! Não sei. Quem sabe? E Deus, respondeu o quê pro sujeito? E se Deus me fala É ISSO! como é que vou saber que foi Deus quem falou? E se não for? …
    Muitas vidas se perderam assim! Na falta do que fazer ou sem fazer o que faltava. Engraçado, mas me vem uma música na cabeça: “E nossa história não estará pelo avesso assim, sem final feliz. Teremos coisas bonitas pra contar. E até lá, vamos viver, temos muito ainda por fazer, não olhe pra trás apenas começamos. O mundo começa agora. Apenas começamos.”

    1. Eu simplesmente adoro Metal contra as nuvens (inclusive até pensei nela pra Série Legião, mas ela é tão completa que fica difícil rs). às vezes decidir entrar no quarto, abrir uma fraqueza ou despejar o coração é a decisão mais difícil, mas fazemos e isso já é algo grande. Quanto à resposta de Deus… pois é, como saber? Posso dar vários exemplos de como Ele já respondeu algumas coisas pra mim, e muitos me dirão como nada faz sentido e que algumas delas nem coincidências são, apenas consequências… Como saber, Paulo? Eu brinco que a vida tem um problema de programação. Faltou fazer uma luz verde e uma vermelha, que ficaria abaixo do olho e acenderia durante decisões e coisas que fazemos. Verde para certo e vermelho para errado. Não iríamos prever o futuro, mas poderíamos corrigir ou ter respostas. Como ouvi uma vez, o homem é um animal que busca sempre três coisas: solução (acontece algo e queremos remediar), resposta (se não podemos solucionar, queremos pelo menos entender o porquê de ter acontecido) e garantia (caso não se possa solucionar nem entender, pelo menos queremos ter certeza de que não acontecerá novamente – em caso negativo – ou que se repetirá).
      O curioso é que para pouquíssimas coisas temos solução, resposta ou mesmo garantia, mesmo o ICS, afinal… que vida misteriosa. Mas nossa história não estará pelo avesso assim… rs
      Abraços

  3. Quantos dias maravilhosos passei assim, conversando com Deus. Esses são os momentos que fazem tudo ter sentido! Ele nos fez racionais para que pudéssemos ter escolha de tê-lo por perto ou não, para que pudéssemos pensar, pensar e só ter a certeza na fé, que é a certeza nas coisas que parecem incertas, que não se vêem, mas se crêem.

    Agradeço a dedicação do texto, creio que isso demonstra que acima dos nossos papos universitários e quem sabe dentro deles sempre houve Deus observando, encontrando o caminho certo para potencializar seus talentos para serví-lO. Você é um homem de Deus. Você ainda vai encontrar sentidos novos, direções novas, unção nova. A resposta é Ele, e, inspirada por você, eis aqui uma guerreira! Beijos, fica com Ele, que está certamente muito feliz com você.

    Oro por você!

    1. O que dizer a não ser obrigado e glória a Quem merece? Que Ele nos guie, a todos nós, sempre! Você é uma guerreira há tempos, em vários sentidos, tenho muito o que aprender, o que crer, o que crescer na fé e em tantos outros sentidos que até me perco. Obrigado pelas palavras, orações e força, minha querida.
      Beijos!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s